09/01/15

Drácula

DraculaDracula by Bram Stoker
My rating: 4 of 5 stars

Para quem já teve oportunidade de ver algumas adaptações cinematográficas do “Drácula” de Bram Stoker ficará por certo algo surpreendido com o conteúdo do livro, não por revelar ausência de qualidade, mas porque apesar de toda a ação decorrer em torno da personagem Conde Drácula (das suas ações) sentimo-la mais distante, com motivações mais obscuras e mundanas, sem aquela paixão e fulgor com que me habituei a encará-lo (mesmo naquela primeira brilhante versão cinematográfica de 1922 realizada por Friedrich Wilhelm Murnau – “Nosferatu”).

O elo, a ligação para além da morte entre Mina e Drácula, força motriz da história na fantástica adaptação de Coppola perde-se e resume-se a uma união de forças entre amigos para salvar Mina depois da tragédia ocorrida com Lucy…

Apesar das diferenças que me surpreenderam, é um livro fantástico, escrito num formato interessante (romance epistolar) e com passagens de um espantoso lirismo, muitas das quais aqui reproduzi durante a minha leitura pelo que me parece mais que justo terminar esta “jornada” com uma última citação que reflete o “espírito” desta invulgar e apaixonante obra:

“The Castle of Dracula now stood out against the red sky, and every stone of its broken battlements was articulated against the light of the setting sun.”


View all my reviews