23/09/14

Sem Sangue

Sem SangueSem Sangue by Alessandro Baricco
My rating: 3 of 5 stars

Talvez demasiado breve para a profundidade psicológica do que é narrado...

Senti sinceramente que eram necessárias mais páginas para abarcar aquele desfecho que tem tanto de absurdo como de belo.

"Então pensou que, por incompreensível que a vida seja, provavelmente a atravessamos com o único desejo de regressar ao inferno que nos gerou, e de habitar ao lado de quem, uma vez, nos salvou desse inferno. Tentou perguntar a si mesma de onde viria aquela absurda fidelidade ao horror, mas descobriu que não tinha respostas. Entendia apenas que nada é mais forte que esse instinto de voltarmos onde nos fizeram em pedaços, e de repetir esse instante ao longo dos anos. Pensando apenas que quem nos salvou uma vez o poderá fazer sempre. Num longo inferno idêntico àquele de onde vimos. Mas subitamente clemente. E sem sangue.

View all my reviews